Tudo de bom!

Quando se decide ir morar num condomínio é preciso trazer à tona toda a civilidade, toda a cidadania e boa dose de paciência e compreensão.

É comum nos depararmos com pessoas insensíveis às nuances intrínsecas nesse tipo de moradia.

Especialmente as que, até aquele instante, não tinham tido a oportunidade de experimentar essa forma tão rica de convivência.

Em alguns episódios até independe se determinado comportamento é caracterizado como infração no Regulamento Interno ou Convenção. Mesmo que seja de seu conhecimento, colabore, oriente e, sobretudo, compreenda.

Claro que não estamos sugerindo que não se exerça seu direito como condômino. Registre, se for o caso, a ocorrência no livro próprio, mas evite desgastes desnecessários.

Não fomente confrontos, não estimule discussões, não incite a discórdia.

Imagem

Sobre Orandyr Luz

Consultor, articulista e palestrante, especialista em gestão condominial. Autor dos livros "Evolução Histórica do Condomínio Edilício", São Paulo/SP: Editora Scortecci, 2013, "O condomínio daquela rua - Histórias e causos nesse ambiente peculiar", São Paulo/SP: Editora Biblioteca 24horas, 2015 e "O condomínio & você - Práticas de gestão condominial", Curitiba/PR: Ed. Juruá, 2018. Ciclista, leitor, cidadão.
Esta entrada foi publicada em convivência com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s