Da série “Inimigos do Condomínio” #7

Chega a ser “maldade” imputar às crianças a pecha de inimigas do condomínio.

Salvo raras exceções, elas ‘aprontam’ quando não há opções de lazer suficientes ou capazes de ‘exaurir’ sua energia.

Nesse afã, podem ser expostas a acidentes em diferentes ambientes e situações: quando viajam sozinhas nos elevadores, nas piscinas, em playgrounds, na garagem, nas escadas.

Locais de acesso restrito, como barrilete, centro de medição, sala do gerador, caixas d’água , e outras têm que ser constantemente vigiados, pois representam real perigo de sérios acidentes.

De qualquer modo, quando excessos acontecerem, cabe aos pais ou responsáveis orientá-las, explicando o que pode, o que não pode, incutindo nelas, desde tenra idade, boas noções de civilidade e cidadania.

Imagem

Sobre Orandyr Luz

Consultor, articulista e palestrante, especialista em gestão condominial. Autor dos livros "Evolução Histórica do Condomínio Edilício", São Paulo/SP: Editora Scortecci, 2013, "O condomínio daquela rua - Histórias e causos nesse ambiente peculiar", São Paulo/SP: Editora Biblioteca 24horas, 2015 e "O condomínio & você - Práticas de gestão condominial", Curitiba/PR: Ed. Juruá, 2018. Ciclista, leitor, cidadão.
Esta entrada foi publicada em convivência com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s