Nunca está fora de moda!

Tema importante e preocupante, mesmo que não esteja ocorrendo em todas as cidades.

Em São Paulo, o nível de um dos reservatórios de água que abastecem a Capital, o da Cantareira, atingiu o seu nível mais crítico: 22,4% da capacidade total.

Já se admite o racionamento no consumo.

Paciência, diria alguns.

O que dói mesmo é ver pessoas insensíveis ‘varrendo’ a calçada em frente à casa com uma mangueira.

A água, este bem precioso, é finito e indispensável à vida. Há que se conscientizar seriamente quanto a isso e adotar posturas condizentes com a seriedade do problema.

No condomínio, ainda há mais e mais maneiras de se gastar água à toa.  E também de se economizar, e ajudar a economizar.

Faça a sua parte! Por favor.

Imagem

Sobre Orandyr Luz

Consultor, articulista e palestrante, especialista em gestão condominial. Autor dos livros "Evolução Histórica do Condomínio Edilício", São Paulo/SP: Editora Scortecci, 2013, "O condomínio daquela rua - Histórias e causos nesse ambiente peculiar", São Paulo/SP: Editora Biblioteca 24horas, 2015 e "O condomínio & você - Práticas de gestão condominial", Curitiba/PR: Ed. Juruá, 2018. Ciclista, leitor, cidadão.
Esta entrada foi publicada em sustentabilidade com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s