Auditoria nas contas do condomínio. Reflexões

Alguém, por algum motivo, em algum momento, irá sugerir que se faça uma auditoria nas contas do condomínio.

Ou simplesmente se chegará a essa conclusão, independentemente se há alguma insatisfação ou mesmo suspeita de que as coisas não estão bem conduzidas.

Não importa.

E talvez fosse mesmo salutar, de tempos em tempos, proceder a essa análise mais detalhada em toda a documentação das pastas mensais de prestação de contas.

Toda a equipe de gestão, atual e anteriores, se certificará de que os processos estão bem conduzidos, se a essa conclusão chegar o profissional ou empresa especialmente contratado para o trabalho, de preferência fora do âmbito do condomínio.

Ou se constatará algumas não conformidades, e providências terão de ser tomadas.

Inexoravelmente.

prédios da cidade

Cuidados há que ser tomados nessa contratação.

Algumas empresas de administração de condomínios se prestam a oferecer tal serviço, às vezes gratuitamente, estipulando sua remuneração em eventuais diferenças monetárias que sejam observadas.

Embora, neste caso, haja empresas realmente idôneas, não há como não admitir certo risco, pelo evidente interesse destas no cliente em potencial que seu condomínio representa.

Quando se trata de empresas que não têm a ver com a administração de condomínios propriamente dita, fique atento, no decorrer dos trabalhos, às indicações de profissionais como síndico profissional, zelador, outros, e serviços, principalmente se houver muita insistência. É o que se chamaria de “serviço casado”.

Outro cuidado a ser considerado é a “economia a qualquer preço”. Poderá prevalecer o interesse da maioria em gastar mais, por exemplo, caso de um condomínio em que moram muitos idosos, com aquele funcionário que os ajude a carregar suas compras desde o carro até a porta do apartamento.

Anúncios

Sobre Orandyr Luz

Consultor, articulista e palestrante, especialista em gestão condominial. Autor dos livros "Evolução Histórica do Condomínio Edilício", Editora Scortecci, 2013, São Paulo/SP, "O condomínio daquela rua - Histórias e causos nesse ambiente peculiar", Editora Biblioteca 24horas, 2015, São Paulo/SP e "O condomínio & você - Práticas de gestão condominial", Ed. Juruá, 2018, Curitiba/PR. Ciclista, leitor, cidadão.
Esse post foi publicado em administração e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s