Pesquisadores da UFMG desenvolvem filtro capaz de separar água e óleo

Danos ambientais causados por derramamento de petróleo poderão ser amenizados por uma nova tecnologia de absorção. Um filtro hidrofóbico, que separa água e petróleo com eficácia de até 99%, desenvolvido por pesquisadores do Departamento de Química do Instituto de Ciências Exatas (Icex) da UFMG, permite que a separação seja feita em alto-mar. Com isso, o processo torna-se mais rápido e barato. Hoje, quando há esse tipo de acidente, o óleo misturado à água necessita ser transportado até terra firme para, então, receber o tratamento que separa as duas substâncias. Sessenta por cento do líquido transportado geralmente é água. Trata-se de um processo caro e bastante oneroso.

Água e óleo não se misturam devido à polaridade das moléculas. A água é polar. O óleo, por sua vez, apolar. Nas últimas três décadas, pelo menos cinco grandes acidentes culminaram em vazamentos de grandes quantidades do óleo poluente em alto-mar no Brasil. Todos envolvendo plataformas de petróleo.
pesquisa UFMG filtro água-óleo

Economia
“Com o filtro, não há gasto para transporte da água contaminada até a terra firme. Funciona da seguinte forma: o equipamento é levado para a plataforma e a água é bombeada para o filtro. Depois do processo de separação, a água é devolvida limpa ao mar. O petróleo é depositado nos compartimentos do navio, estando pronto para uso e comercialização”, explica o coordenador do projeto, professor Jadson Belchior. “Como a filtragem passa a ocorrer no mar, os navios precisam transportar apenas o petróleo. Carregando menos volume, há uma considerável economia de gastos”, acrescenta.

Além de a água não se misturar ao óleo, o derramamento no mar (salgado) é agravado pela movimentação das ondas, substâncias e outros tipos de impurezas. Por meio da aplicação de tecnologia hidrofóbica, o filtro desenvolvido pelo Icex consegue devolver a água ao mar: somente o óleo é armazenado. A tecnologia consiste no tratamento químico do tecido usado na construção do filtro, um processo realizado em laboratório.

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/ciencia-e-saude/2015/05/12/interna_ciencia_saude,482803/pesquisadores-da-ufmg-desenvolvem-filtro-capaz-de-separar-agua-e-oleo.shtml. Acesso 13/05/2015.

Anúncios

Sobre Orandyr Luz

Consultor, articulista e palestrante, especialista em gestão condominial. Autor dos livros "Evolução Histórica do Condomínio Edilício", Editora Scortecci, 2013, São Paulo/SP, "O condomínio daquela rua - Histórias e causos nesse ambiente peculiar", Editora Biblioteca 24horas, 2015, São Paulo/SP e "O condomínio & você - Práticas de gestão condominial", Ed. Juruá, 2018, Curitiba/PR. Ciclista, leitor, cidadão.
Esse post foi publicado em diversos e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s