Quero minha sauna, agora!!! Causo #9

O cenário, um condomínio de casas de alto padrão naquela capital litorânea.

O protagonista, Jovelino, que comprou lá seu imóvel ainda em construção, acompanhou a construção e conhecia bem o projeto geral do empreendimento.

Foco principal, a sauna, que ele a-d-o-r-a, e não via a hora de poder desfrutar do conforto, afinal ela ficava a poucos metros de sua casa.

Obra concluída, entregue, enfim a mudança.

A surpresa foi tamanha quando Jovelino resolveu ir à sauna dar uma relaxada, depois de um dia estressante no trabalho.

Quando interfonou à portaria para saber se já estava ligada, ou pedir para que a ligassem, o avisaram que não tinha sauna no condomínio!

Em trajes de banho e de toalha na mão, como estava, ele se encaminhou para onde sua memória indicava como o local onde a sauna se localizava.

Como o funcionário tivesse razão, voltou a casa, fuçou nos arquivos e achou anúncios de jornal, folhetos, prospectos, até uma foto que ele mesmo tirou do outdoor na avenida: todos mencionavam a sauna.

Muitas reuniões e advogados depois, finalmente a sauna foi construída…

skyline sp (73)

Esse tipo de coisa acontece com bastante frequência, infelizmente.

A construtora faz o lançamento com anúncios na TV, jornais, outdoors e panfletos, enche seus olhos com aquelas imagens retocadas, mas, algumas vezes, não “entrega” tudo o que prometera.

A recomendação é fazer como Jovelino, guardar todo esse material, um dia você pode precisar dele para reivindicar algo lá na frente.

Na esfera judicial será mais difícil ter êxito sem esses documentos para comprovar que algo que constava das peças publicitárias não foi construído.

Sobre Orandyr Luz

Consultor, articulista e palestrante, especialista em gestão condominial. Autor dos livros "Evolução Histórica do Condomínio Edilício", São Paulo/SP: Editora Scortecci, 2013, "O condomínio daquela rua - Histórias e causos nesse ambiente peculiar", São Paulo/SP: Editora Biblioteca 24horas, 2015 e "O condomínio & você - Práticas de gestão condominial", Curitiba/PR: Ed. Juruá, 2018. Ciclista, leitor, cidadão.
Esta entrada foi publicada em diversos com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s