Simples assim!

Condomínio ‘faseado’. O que é isso?!

Pode não ser um termo técnico. Talvez até nem exista no dicionário…

Mas, ‘faseado’, em condomínios, é aquele empreendimento em que o projeto completo não é entregue de uma só vez, e o condomínio é implantando em fases.

A primeira torre fica pronta, acontece a assembleia de instalação e a vida em condomínio se inicia.

Conforme as demais torres vão ficando prontas, o processo se repete. Se mais de uma torre fica pronta ao mesmo tempo, a assembleia de instalação é única e, por essa via legal, dá “as boas vindas” à convivência condominial, pois, não há que se olvidar, é um único condomínio, embora entregue ‘aos poucos’.

Imagem

Problemas? Sim!

Acontece, por diversas razões, (a) de haver um expressivo hiato temporal entre uma fase e outra. Além disso, (b) uma fase é entregue com infraestrutura diferente da outra.

Em ‘a’, quando as novas fases ficam prontas, a edificação da fase inicial já está precisando de vultosas obras na fachada. Já em ‘b’, às novas fases falta, por exemplo, a individualização do consumo de água e gás, que fora entregue na fase inicial.

Claro que os condôminos da fase nova não irão concordar em participar do rateio das obras na fachada do edifício da fase inicial, nem os desta fase irão concordar em participar do rateio da implementação do sistema de individualização do consumo de água e gás do(s) edifício(s) da(s) fase(s) nova(s).

Impasse?

Não! Simples assim!

Afinal, trata-se um só condomínio, como já afirmado: aqueles que compraram sua unidade na primeira fase sabiam – ou deveriam saber – que o projeto seria entregue paulatinamente. O mesmo raciocínio vale para os condôminos da(s) fase(s) nova(s): quando adquiriram seu apartamento, ao visitar o local de seu futuro lar, constataram que existia um condomínio ‘funcionando’ e puderam ver a(s) torre(s) já então construídas.

Ou seja, todos os condôminos têm que participar de todos os rateios.

 

Sobre Orandyr Luz

Consultor, articulista e palestrante, especialista em gestão condominial. Autor dos livros "Evolução Histórica do Condomínio Edilício", São Paulo/SP: Editora Scortecci, 2013, "O condomínio daquela rua - Histórias e causos nesse ambiente peculiar", São Paulo/SP: Editora Biblioteca 24horas, 2015 e "O condomínio & você - Práticas de gestão condominial", Curitiba/PR: Ed. Juruá, 2018. Ciclista, leitor, cidadão.
Esta entrada foi publicada em administração com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s