A importância da boa convivência condominial entre síndico, moradores e funcionários. Parte 2

Nas questões disciplinares também não há muita margem de flexibilização das normas condominiais.

Se o regulamento interno estabelece sanção a uma infração, o síndico tem a obrigação de dar andamento ao processo, eis que dele depende a autorização para que um condômino seja advertido ou multado.

Na seara financeira o cenário é bem parecido.

tranquilidade1

Em uma circunstância hipotética, vamos imaginar que o síndico morador constata que sua mãe, também condômina, está inadimplente.

É seu dever legal cobrar as cotas condominiais em atraso, impondo inclusive as multas cabíveis. Mesmo porque, nessa hipótese, dependendo do estágio a que se chegue, o síndico terá que formalizar o processo de cobrança contra sua própria mãe!

Sobre Orandyr Luz

Consultor, articulista e palestrante, especialista em gestão condominial. Autor dos livros "Evolução Histórica do Condomínio Edilício", São Paulo/SP: Editora Scortecci, 2013, "O condomínio daquela rua - Histórias e causos nesse ambiente peculiar", São Paulo/SP: Editora Biblioteca 24horas, 2015 e "O condomínio & você - Práticas de gestão condominial", Curitiba/PR: Ed. Juruá, 2018. Ciclista, leitor, cidadão.
Esta entrada foi publicada em síndico com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s