Cadê a caixa d’água? Causo #2

Parece história de pescador, mas não é!

Ao chegar num prédio antigo no centro de São Paulo, a equipe da empresa de dedetização, que também iria realizar a limpeza das caixas d´água, procurou o zelador.

Sabendo de suas férias pelo porteiro, após o término da aplicação dos produtos contra insetos, perguntaram como chegavam até as caixas d’água para finalizar o serviço.

O porteiro disse que não sabia, e depois disse que não havia caixa d’água superior no edifício, e que as demais empresas que vieram anteriormente limpavam apenas a inferior.

Estranhando muito a informação, eles continuaram procurando, até que finalmente “encontraram” as caixas d’água.

O porteiro, que os acompanhava, não quis deixá-los limpar uma delas. Em vão!

Quando começaram a remover a tampa, dispara o porteiro: – o zelador cria carpas aí.

Realmente, tinha peixes lá!… Eles marcaram outro dia para retornar, e quando voltaram o zelador já estava trabalhando e negou que criasse carpas na caixa d’água do prédio. Ora, já se viu!!!

Como ninguém havia tirado fotos, ficou por isso mesmo…

skyline sp (44)

 

Esse é um daqueles condomínios em que o zelador, provavelmente há longa data na função, “se acha dono do pedaço”.

Implicitamente, dá para inferir certa omissão do síndico, afinal, pela fala do porteiro – as empresas que vieram anteriormente só limpavam a caixa inferior –, pergunta-se há quanto tempo os peixes estariam ali?

Está bem, mesmo que se tratasse da água que alimenta a rede de combate a incêndio, é inadmissível esse comportamento do zelador.

Desde que ocorreu essa história tenho tentado falar com o então síndico para saber se o zelador foi demitido, mas ele se mudou e ninguém sabe para onde foi…

Anúncios

Sobre Orandyr Luz

Consultor, articulista e palestrante, especialista em gestão condominial. Autor dos livros "Evolução Histórica do Condomínio Edilício", Editora Scortecci, 2013, São Paulo/SP, "O condomínio daquela rua - Histórias e causos nesse ambiente peculiar", Editora Biblioteca 24horas, 2015, São Paulo/SP e "O condomínio & você - Práticas de gestão condominial", Ed. Juruá, 2018, Curitiba/PR. Ciclista, leitor, cidadão.
Esse post foi publicado em manutenção e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s