Oi, Maravilhosa! Causo #13

Alguns síndicos acabam se engraçando com funcionárias, ou mesmo com proprietárias de administradoras de condomínios.

Uns são bem respeitosos, outros nem tanto…

Em meio a esse ambiente, havia uma senhora, proprietária de uma administradora em sociedade com o marido, a quem amava e respeitava muito. Era uma mulher bonita, educada, loira de olhos azuis, sempre em cima de um belo par de saltos bem altos.

Era, também, um talento ímpar na área comercial. Falava bem, com segurança, convencia a todos de que sua empresa desenvolvia trabalho sério, comprometido com seus clientes.

Os síndicos – a quem apresentava sua proposta e defendia seus pontos de vista – ficavam babando. Era inevitável!

Ela levava tudo na esportiva, sem se estressar; tampouco contava esses detalhes ao companheiro, que era bravo, ciumento, de ‘pavio curto’.

Participando sozinha de uma assembleia – a primeira daquele condomínio, que acabara de integrar sua carteira de clientes – o síndico, daqueles ‘cheios de amor para dar’, sentou-se ao lado dela na mesa.

Enquanto ela falava, explicando a pauta, tirando dúvidas do plenário, ele ficava acarinhando seu braço e, às vezes, pegava em sua mão por breves instantes…

skyline sp (75)

Casos como esse saem, obviamente, da esfera da administração condominial propriamente dita.

Mas, que acontecem, acontecem!

Supondo alguma evolução nessa “investida” do síndico a qualquer funcionária da administradora poderia ensejar certo comprometimento da relação estritamente comercial que deveria ali vicejar.

Ressalte-se que a ética profissional é um conjunto de atitudes e valores positivos aplicados em qualquer vínculo profissional. A ética é de fundamental importância para o bom funcionamento das atividades de qualquer prática empresarial e das relações de trabalho entre os funcionários.

Para refletir.

E acompanhar de perto, caso algo desse tipo esteja ocorrendo em seu condomínio.

Anúncios

Sobre Orandyr Luz

Consultor, articulista e palestrante, especialista em gestão condominial. Autor dos livros "Evolução Histórica do Condomínio Edilício", Editora Scortecci, 2013, São Paulo/SP, "O condomínio daquela rua - Histórias e causos nesse ambiente peculiar", Editora Biblioteca 24horas, 2015, São Paulo/SP e "O condomínio & você - Práticas de gestão condominial", Ed. Juruá, 2018, Curitiba/PR. Ciclista, leitor, cidadão.
Esse post foi publicado em síndico e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s