Problemas recorrentes em condomínios1 – barulho

Conforme aventado no artigo Olhos bem abertos, publicado em 9/07/2018, vamos falar a respeito de cada um dos famigerados “C’s” que podem tirar – e tiram! – o sono de muitos síndicos.

Àqueles menos familiarizados com o termo, os cinco “C’s” são os problemas mais recorrentes em condomínios – cachorro, criança, carro, cano e calote.

Invariavelmente, em determinado momento, cada condomínio tem o seu “C” para administrar.

Assim, sem nos preocuparmos com uma sequência preestabelecida, ao barulho!

Provocado principalmente pelos dois primeiros – cachorro (leia-se animal de estimação) e crianças – e tido como o campeão das reclamações em condomínios, seja pelas diversas origens, seja pela intransigência daqueles não muito acostumados a viver nesse ambiente, o barulho é um problemão para o síndico.

Latidos, miados ou qualquer outro grasnado, arrulho ou chiado insistente do animal que ficou sozinho durante o dia (ou todo o final de semana!), brincadeiras e correrias de crianças, arrastar de móveis, som alto da televisão ou do rádio, obras e reformas, festas, enfim, uma miríade de situações que podem suscitar reclamações.

barulho_salto alto

É imprescindível que o regimento interno discipline essas condutas num texto claro, conciso e objetivo, estipulando sanções a quem as pratica.

Ao intransigente, que não respeita o descanso alheio, não há outra alternativa senão adverti-lo, multá-lo nas reiterações, observando as sanções estabelecidas nos normativos.

Sendo você a ‘vítima’ procure relevar, num primeiro momento, aguardando alguns minutos – quem sabe o barulho cessa! – e tentar um diálogo com quem esteja a provocá-lo, evitando ou minimizando eventuais desfechos que não interessam a ninguém.

Mas, constatado o desconforto é preciso que se faça o registro do evento no canal apropriado – livro ou folha de ocorrências, e-mail ou whatsapp do síndico – anotando dia e hora, natureza e descrição da ocorrência, fornecendo subsídios à administração para enquadrá-lo nas regras estabelecidas.

E, para não ser repetitivo, remetemos o leitor a alguns artigos do blog que abordam o tema, todos na categoria convivência, a exemplo do Barulho em condomínios, publicado em 22/04/2014.

Anúncios

Sobre Orandyr Luz

Consultor, articulista e palestrante, especialista em gestão condominial. Autor dos livros "Evolução Histórica do Condomínio Edilício", São Paulo/SP: Editora Scortecci, 2013, "O condomínio daquela rua - Histórias e causos nesse ambiente peculiar", São Paulo/SP: Editora Biblioteca 24horas, 2015 e "O condomínio & você - Práticas de gestão condominial", Curitiba/PR: Ed. Juruá, 2018. Ciclista, leitor, cidadão.
Esse post foi publicado em convivência e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s