Trinta e dois blocos? Causo #7

Uma cidade! Era como as pessoas se referiam àquele condomínio com trinta e dois blocos, onde moravam quase sete mil pessoas, considerando uma média de três pessoas por unidade nos mais de dois mil e trezentos apartamentos.

Assembleia nesse condomínio era lotada, com algumas centenas de pessoas. Quando convocaram uma para debater e deliberar um aumento no valor da cota, aí é que o comparecimento foi expressivo!

A nova administradora que acabara de assumir deparou-se com uma defasagem no valor da cota condominial de cerca de dez reais por unidade.

Mal começou a assembleia, o plenário tomou a palavra da mesa e do síndico e, de forma bem tumultuada, cada um foi falando que não concordava, porque era um absurdo aumentar a taxa. Afinal, já se arrecadava mais de quatrocentos mil reais… Então, por que eram necessários mais vinte e três mil reais?

Numa tomada de fôlego de um dos condôminos que estava com o microfone, o representante da administradora aproveitou e tentou explicar – naquele milésimo de segundo – o inexplicável!

Vaiado? Não só! Ele teve que sair dali o mais rápido que pode; até porque, levar uns tabefes era iminente…

skyline sp (24)

Administrar condomínios, já se sabe, é tarefa árdua e que exige conhecimento, dedicação, comprometimento, estrutura compatível, e certa dose de psicologia…

A nova administradora, no afã de mostrar competência, fez minucioso estudo comparando receita e despesa e apresentou ao síndico. Este, por sua vez, sem reanalisar a questão e levar em consideração o perfil de seus condôminos, decidiu convocar a tal assembleia.

De certa forma esperada, a reação dos condôminos diante da possibilidade de aumento, mesmo de pequena monta, só pegou de surpresa o gerente de condomínios, que saiu de lá “corrido”.

Sobre Orandyr Luz

Consultor, articulista e palestrante, especialista em gestão condominial. Autor dos livros "Evolução Histórica do Condomínio Edilício", São Paulo/SP: Editora Scortecci, 2013, "O condomínio daquela rua - Histórias e causos nesse ambiente peculiar", São Paulo/SP: Editora Biblioteca 24horas, 2015 e "O condomínio & você - Práticas de gestão condominial", Curitiba/PR: Ed. Juruá, 2018. Ciclista, leitor, cidadão.
Esse post foi publicado em assembleia e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Trinta e dois blocos? Causo #7

  1. Helio Domingues Domingues disse:

    Bom dia,Por favor, me dê uma luz, como melhor agir no caso abaixo.Meu prédio foi pichado mais uma vez. Na primeira, o porteiro confessou que permitiu entrada sem muito questionamento. Eles encontraram no teto do prédio todo material necessário para pichação, material este que foi comprado pelo próprio condomínio.Neste segunda vez, ninguém viu, ninguém sabe absolutamente nada. As cameras não funcionaram pois estavam danificadas, não há contrato de manutenção.Obrigado,Hélio Domingueshd.domingues@hotmail.com011 9 9765 5631

    Date: Fri, 1 Jul 2016 00:13:30 +0000 To: hd.domingues@hotmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s